Coronavírus: fuja das Fake News, busque informações de fontes oficiais!


Todos os dias somos bombardeados de informações sobre o novo coronavírus (COVID-19). São notícias de outros países, mensagens nas redes sociais e inúmeras reportagens nos veículos de comunicação. Mas você está realmente a par da situação em nossa cidade?

Nossa sugestão para que você fique bem informado e fuja das fake News, é que busque informações sempre em fontes confiáveis como o Ministério da Saúde (https://coronavirus.saude.gov.br/) para informações nacionais; a OPAS/OMS (https://www.paho.org/bra/) para acessar boletins de informações da Organização Mundial de Saúde; e, por fim, indicamos o site da Prefeitura de Rio Preto (https://www.riopreto.sp.gov.br/coronavirus/#perguntas) para conferir boletins diários sobre casos suspeitos/confirmados em nossa cidade, notas e decretos, lives com a Secretaria Municipal de Saúde, orientações.

No site, você também encontrará respostas para as principais perguntas e possíveis dúvidas que ainda tenha sobre o COVID-19 (são 51 perguntas e respostas).


Separamos as 10 principais informações para compartilhar neste post:

O que é o coronavírus?

Resposta: Os coronavírus são uma grande família viral, conhecidos desde meados de 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. Porém, alguns coronavírus podem causar doenças graves com impacto em termos de saúde pública, como já verificado com a síndrome respiratória aguda grave (SARS), identificada em 2002, e a síndrome respiratória do oriente médio (MERS), identificada em 2012.

Existe vacina para prevenção ao coronavírus?

Resposta: Até o momento, não. No entanto, cientistas ao redor do mundo e no Estado de São Paulo, como as equipes do Instituto Butantan, já iniciaram pesquisas para desenvolvimento de vacina. Ainda é precoce indicar se e quando ela estará disponível.

Como prevenir contra covid-19?

Resposta:

• Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar;

• Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

• Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

• Não compartilhar objetos de uso pessoal;

• Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;

• Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;

• Deslocamentos/viagens não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;

• Quem viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), além de evitar a circulação em mercados de animais e seus produtos.

O que uma pessoa com sintomas deve fazer?

Resposta: Todas as dúvidas e orientações para casos suspeitos podem ser tiradas pelo 0800 77 22 123, que atende de segunda a sexta-feira, das 7h às 23h.

Em caso de sintomas leves, como de gripes comuns, o paciente deve ficar em isolamento domiciliar, adotando repouso, hidratação e medidas para alívio de sintomas. Em caso de cansaço, intensidade de tosse e febre, com situação evoluída, o paciente deve procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência. Se o quadro for compatível com a definição de caso, esse serviço de saúde deverá seguir o fluxo estabelecido pela Secretaria Municipal de Saúde.

Qual o tratamento indicado para pessoa com covid-19?

Resposta: Não existe tratamento específico e a orientação médica é baseada no quadro clínico da pessoa. É indicado repouso e consumo de bastante água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso, como, por exemplo, uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos), uso de umidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garganta e tosse.

Quanto tempo dura a recuperação de uma pessoa com covid-19?

Resposta: No momento, para os casos mais leves com recomendação de isolamento domiciliar, considera-se o período de 14 dias para monitoramento dos sintomas. Depois disso, se os sintomas respiratórios e febre acabarem, a pessoa pode voltar à rotina normal.

Como a pessoa com covid-19 sabe que está curada da doença?

Resposta: No momento, para os casos mais leves com recomendação de isolamento domiciliar, considera-se o período de 14 dias para monitoramento dos sintomas. Depois disso, se os sintomas respiratórios e febre acabarem, a pessoa pode voltar à rotina normal.

Os profissionais da saúde estão preparados para atender suspeitas de covid-19?

Resposta: Todos os nossos profissionais foram capacitados e estão seguindo os protocolos do Ministério da Saúde, além de os hospitais estarem implantando planos de contingência para atendimento ao COVID-19.

É recomendado o uso de máscaras de proteção?

Resposta: No momento, não há recomendação para uso de máscaras para a população em geral. Quem estiver saudável, não precisa se preocupar. Elas são recomendadas apenas para pessoas com apresentam sintomas como tosse e espirro. De todo modo, todos devem, sempre, fazer a higienização das mãos com água e sabão ou álcool gel, e evitar contato com mucosas de nariz, boca e olhos. São cuidados simples, importantes e que devem ser diários para prevenir qualquer tipo de doença.

Os hospitais, públicos e particulares, estão trabalhando em conjunto?

Resposta: Hospitais formaram uma comissão para centralização de decisões e comunicações. Há possibilidade, a depender da necessidade, de oferta de leitos privados para atendimento via SUS.

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • You Tube
  • Facebook Social Icon

Diretor Técnico Médico: Dr. Luis Ernesto Avanci - CRM 090321